Mostrando Resultados Positivos

CASA FAMILIAR RURAL PROMOVE 1ª FEIRA REGIONAL

Terça-feira, 17 de julho de 2012

Última Modificação: // | Visualizada 592 vezes


Ouvir matéria

No dia 28 de junho de 2012, realizou-se na Casa Familiar Rural de São Jorge do Patrocínio a 1ª FETAFAR - Feira de Trabalhos Sobre Agricultura Familiar Regional.  O evento foi uma realização da coordenação e professores da Casa Familiar Rural do município, em parceria com as Secretarias de Educação e Agricultura, além de demais parceiros e entidades.

As atividades iniciaram-se com um Café Colonial oferecido aos Jovens, parceiros, colaboradores e autoridades, seguido pela solenidade de abertura. A mostra de trabalhos teve como objetivo divulgar e apresentar a história da Comunidade Gurucaia onde a escola está inserida, apresentar o funcionamento da CFR e os instrumentos da Pedagogia da Alternância (método utilizado na Casa Familiar Rural para a formação e qualificação dos Jovens) e os diferentes segmentos da Agricultura Familiar Rural nas quais os Jovens estão inseridos e os praticam em suas propriedades.

Já na entrada do estabelecimento, os jovens alunos chamavam a atenção para a importância do trabalho realizado na pequena propriedade, onde o agricultor convive harmoniosamente com a natureza, protege o ambiente no qual está inserido, fornecendo alimentos frescos e saudáveis para a mesa dos brasileiros. Na sequência, estava uma maquete representando a propriedade dos Jovens, ressaltando uma prática obrigatória aos Jovens da CFR: a construção de uma horta em suas propriedades e o consumo de hortaliças. A história do bairro Gurucaia foi contada pelos Jovens baseada em entrevistas com os pioneiros da comunidade, atividade que possibilitou aos jovens perceberem a importância do trabalho dos primeiros moradores do bairro para a construção da história da comunidade local. O estande sobre a Pedagogia da Alternância esclareceu muitas dúvidas, pois os visitantes tinham muita curiosidade a respeito da metodologia desenvolvida na Casa Familiar Rural. Segundo a coordenação, este trabalho vem surpreendendo a todos pelos resultados apresentados, além da transformação ocorrida na vida dos jovens e no seu aprendizado. 

Os demais estandes foram referentes à Agricultura Familiar, onde os jovens receberam diversas explicações e com o conhecimento adquirido em sala de aula, além das práticas realizadas durante todo o período dedicado à busca do conhecimento. Os temas foram divididos conforme a afinidade do grupo, pois os jovens já se identificam com culturas diferentes, adquirindo habilidades nos diversos seguimentos como: bovinocultura de leite (silvipastoril, vacas secas e lactantes, qualidade do leite, bezerras: o ouro do produtor leiteiro); mandiocultura, sericicultura, fruticultura e cafeicultura.

Durante todo o dia, a feira foi visitada por professores e alunos das escolas estaduais e municipais do município de São Jorge do Patrocínio, Esperança Nova e Altônia, estiveram presentes também os Professores e os Jovens da Casa Familiar Rural de Altônia, parceira nos trabalhos.

No período da noite foi aberto para a visita dos pais dos Jovens e para a comunidade local, onde os pais ouviram atentamente as apresentações dos filhos e filhas e puderam observar o aprendizado adquirido durante a permanência na CFR. Alguns pais se declararam surpresos, pois não esperavam encontrar os filhos tão sintonizados e com tanto conhecimento voltado para a prática no campo.

Além dos monitores (técnicos) da Casa Familiar Rural, os Jovens foram acompanhados e orientados por técnicos da Secretaria Municipal da Agricultura e do Meio Ambiente, da EMATER, da BRATAC, da Cocamar, da Tortuga e das Cooperativas municipais: COOPELER e COOPAT. “São parceiros que podemos contar sempre com a presença e com o apoio, sabendo que os jovens do campo precisam de acompanhamento para se desenvolver potencialmente em suas propriedades”, afirmou a articuladora pedagógica da CFR, Teresa Maria Orlandini.

Segundo a coordenação e professores, a 1ª FETAFAR foi muito importante para os jovens, que puderam mostrar e ao mesmo tempo acreditar em seu potencial, banindo de vez a ideia de que os jovens do campo não precisam de conhecimento. Puderam experimentar a importância do saber para transmitir e realizar a sua atividade com segurança e sucesso.

Fonte: Casa Familiar Rural

 Galeria de Fotos

 Veja Também