São Jorge do Patrocínio na Jornada Mundial da Juventude

ENCONTRO COM O PAPA NO RIO TERÁ REPRESENTANTE DA CIDADE ENTRE OS VOLUNTÁRIOS

Sexta-feira, 01 de março de 2013

Última Modificação: // | Visualizada 132 vezes


Ouvir matéria

A XXVIII Jornada Mundial da Juventude – JMJ, que este ano será sediada na cidade do Rio de Janeiro, entre os dias 23 e 28 de julho, receberá o novo papa em evento que pretende reunir milhares de jovens de todo o mundo. Com a recente renúncia de Bento XVI, a Igreja Católica encontra-se em processo de escolha do novo sumo pontífice, e este nome será conhecido em breve. O novo papa visitará a cidade carioca durante a Jornada Mundial, onde o Comitê Organizador convocou uma grande equipe de voluntários de todo o país, que atuará no apoio e recepção aos visitantes. Várias caravanas de jovens partirão da região de Umuarama rumo ao Rio de Janeiro para participar da Jornada, e muitos voluntários foram selecionados para representar a região. A coordenadora da Pastoral da Juventude de São Jorge do Patrocínio Franciele Milan fará parte da equipe de voluntários, juntamente com alguns jovens de Umuarama e região, e estes embarcarão para a cidade do Rio já na primeira quinzena de julho para a capacitação dos convocados. Franciele se inscreveu como voluntária no início do ano e se disse surpresa com a convocação. “Foi uma alegria muito grande quando soube que iria fazer parte da equipe de apoio da Jornada Mundial e espero poder trazer uma enorme experiência de lá, para contribuir com nossa juventude” declarou Franciele. A jovem, de 22 anos, é acadêmica do curso de Psicologia da UNIPAR e vive em São Jorge do Patrocínio desde que nasceu. Assumiu a Pastoral da Juventude em 2009 e conhece o desafio de integrar a juventude atual em atividades sociais e cristãs. Em entrevista realizada nesta sexta-feira, ela fez algumas considerações em relação à Jornada Mundial da Juventude, o novo papa e os desafios do jovem na sociedade.

 


ENTREVISTA – FRANCIELE MILAN

 

O que você espera deste encontro no Rio?

Franciele: Espero que este encontro não se resuma somente a um grande evento, mas que possa passar uma verdadeira mensagem de paz e amor, e não se restringindo somente aos jovens. E com toda certeza faremos história no Brasil com esta Jornada, fortalecendo a fé do povo brasileiro, que espera de braços abertos, assim como o Cristo Redentor, a ilustre visita do Santo Padre e dos jovens do mundo todo, que lutam, sonham e acreditam que o poder da fé é capaz de mover montanhas.

 

 

 

Como se sente fazendo parte deste acontecimento mundial?

Franciele: É uma satisfação enorme poder ajudar um pouquinho para que esse evento fique na história. Esta jornada mundial será sem dúvida, um dos momentos mais marcantes de minha vida e será uma experiência única e valorosa.

 

A juventude atual está preparada para assumir seu papel na comunidade cristã?

Franciele: Acredito que não só está preparada como já está assumindo esse papel, pois de uma forma ou de outra os jovens têm buscado estar à frente da igreja desempenhando seu papel e mostrando protagonismo juvenil. E a Igreja tem procurado dar este espaço aos jovens, pois desta forma torna-a mais atraente. Toda a comunidade se alegra ao vê-los dispostos e animados frequentando missas, estando à frente de uma catequese e assumindo cargos, o que só tende a fortalecer o catolicismo.

 

Quais as suas expectativas com relação ao novo papa?

Franciele: Eu espero que o novo Papa possa dar continuidade ao trabalho que Bento XVI deixou, e que seja próximo dos jovens. Isso já será o bastante para que este seja visto com bons olhos por toda a Igreja Católica e comunidade cristã.

 

Em sua opinião, qual o legado que Bento XVI deixou para a juventude no mundo?

Franciele: Durante todo o seu Pontificado, abraçou a causa da juventude, os confortou e os formou, para agora lançá-los ao mundo. Bento XVI quer uma prova de que o jovem cristão é capaz de fazer a Jornada acontecer.

 

Origem

A JMJ tem suas origens a partir de um encontro promovido pelo Papa João Paulo II na Praça São Pedro no Vaticano, em 1984, com a participação dos jovens. Neste encontro, denominado Encontro Internacional da Juventude, o Papa entregou aos jovens a Cruz que se tornaria um dos principais símbolos da JMJ, conhecida como a Cruz da Jornada, ou Cruz Peregrina, que passou pela região no início de fevereiro. Segundo a organização, a JMJ tem como objetivo principal “dar a conhecer a todos os jovens do mundo a mensagem de Cristo, mas é verdade também que, através deles, o ‘rosto’ jovem de Cristo se mostra ao mundo.” A Jornada Mundial da Juventude, que se realiza anualmente nas dioceses de todo o mundo, prevê a cada 2 ou 3 anos um encontro internacional dos jovens com o Papa, que dura aproximadamente uma semana. A última edição internacional da JMJ foi realizada em agosto de 2011, na cidade de Madri, na Espanha, e reuniu mais de 190 países. A XXVIII Jornada Mundial da Juventude será realizada de 23 a 28 de julho de 2013 na cidade do Rio de Janeiro e tem como lema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19).

(Fonte: http://www.rio2013.com/pt)

Fonte: Departamento de Comunicação - PMSJP

 Galeria de Fotos

 Veja Também