ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

São Jorge do Patrocínio caminha para erradicação do abate clandestino.

Sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Visualizada 391 vezes


 

Em uma ação conjunta entre a Prefeitura Municipal, Secretaria de Saúde, departamento de Vigilância Sanitária e de Agricultura em parceira com o abatedouro São Jorge, caminha para a erradicação do abate clandestino no município.

A ação é simples e faz um compromisso com os interessados em abater bovinos e suínos, sendo que a despesa de abate do bovino será em troca do couro e sebo do animal e a prefeitura junto ao abatedouro entrega o produto até o ponto de entrega, sem mais despesas. Segundo o Médico Veterinário Fernando Valério como resultado positivo, já aumentou de 3 abates no mês de julho para 15 no mês de setembro de 2013, isso graças a consciência de todos e da população em geral.

 

O departamento de vigilância sanitária comunica a todas as pessoas que o município que o programa de erradicação de abates clandestinos de animais, garante um abate com inspeção municipal, prevenindo que pessoas não adquiram doenças como cisticercose, tuberculose e brucelose bovina e demais enfermidades, doenças essas consideradas ZOONOES, alto risco a saúde.

 

Quando houver abates clandestinos e esses forem denunciados nos órgãos competentes, os responsáveis pelo abate serão notificados, todo material envolvido no abate será apreendido e dado seu destino final conforme a lei.

Em casos onde houver animais que tenham que ser abatidos com emergência, casos esses de animais fraturados e outros, os mesmos devem ser direcionados ao abatedouro do município, pois oferece ótimas instalações e o animal é inspecionado pelo Serviço de Inspeção Municipal - SIM garantido um produto saudável para o consumidor final.

 

Para as pessoas que tenham interesse em abater um animal (bovino e suíno) no abatedouro, o mesmo deve retirar a GUIA de Transporte Animal – GTA na Prefeitura Municipal, levar o animal até abatedouro identificado, o mesmo passara por um jejum até o momento do abate, em seguida será abatido, inspecionado, resfriado em uma câmara fria por um período e após o mesmo é transportado em um furgão refrigerado até seu local de entrega.

 

Para o secretário de Saúde Sergio Laverde, toda ação que diminua o índice de doenças de animais contaminados com cisticercose, tuberculose e brucelose bovina e demais enfermidades, é muito importante e todos devemos ter a responsabilidade de procurar meios preventivos de não adquirir essas doenças.

Para maiores informações procurem a vigilancia sanitária de São Jorge do Patrocínio.

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias