ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Destinação do Lixo

NOVA VALA DO ATERRO MUNICIPAL É CONCLUÍDA E JÁ OPERA NO TRATAMENTO DE RESÍDUOS

Segunda-feira, 16 de abril de 2018

Visualizada 118 vezes

Nova vala tem autonomia de até 03 anos.


O prefeito José Carlos Baraldi visitou nesta manhã as instalações do Centro de Coleta Seletiva e Aterro Municipal, onde verificou os trabalhos ali desenvolvidos. Baraldi esteve acompanhado da agente ambiental Aline Resende, do chefe do Departamento Pátio Rodoviário José Carlos Paulino e do maquinista Lauro de Castro Pedro. Em vistoria ao Centro de Coleta Seletiva, o prefeito e equipe observaram o processo de triagem do material reciclável recebido e as formas de armazenamento e distribuição, observando alguns fatores que podem ser aperfeiçoados para melhor desenvolvimento dos trabalhos. "É fundamental que a população conheça o trabalho desenvolvido neste setor, pois envolve diretamente o cuidado que todos devem ter com o lixo doméstico. O trabalho realizado por vocês aqui tem enorme importância para nossa cidade", enfatizou Baraldi, referindo-se à equipe dos separadores de recicláveis. No aterro logo abaixo, uma nova vala foi aberta recentemente para auxilio no depósito de resíduos que ali são destinados. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, as valas devem atender a especificações quanto a medidas e estrutura de escoamento e destinação de resíduos líquidos (chorume) originados a partir da decomposição de matéria orgânica que compõe o lixo. A nova vala, ainda segundo o setor, tem capacidade para armazenar resíduos por até três anos, considerando a atual demanda, já que o município de Esperança Nova também utiliza o aterro, em um convênio entre os dois municípios. Há um trabalho contínuo de aterramento dos resíduos, que é realizado de uma a duas vezes por semana, quando o lixo depositado é compactado sobre a vala e após os cuidados necessários, é enterrado em camadas, conforme o recebimento de novos carregamentos. Aline Resende anunciou que já está em fase de execução a abertura de uma novo reservatório para armazenamento e processamento de chorume, que atenderá futuras ampliações de valas, e melhorando a capacidade do reservatório atual. "Percebemos que as melhorias neste local já surtiram bons resultados, na forma como o lixo está sendo tratado e depositado, e o processo de melhoria deve ser contínuo, pois reflete em qualidade de vida e sustentabilidade", observou Baraldi.     

Fonte: Secretaria de Meio Ambiente

Fotos: Genivaldo Braz  

Fonte: Secretaria de Meio Ambiente

 Outras Notícias