ÚLTIMAS NOTÍCIAS / PROGRAMA MICROBACIAS

PROGRAMA MICROBACIAS: MELHORANDO A PRODUÇÃO AGRÍCOLA E PRESERVAÇÃO DO SOLO

Quinta-feira, 11 de julho de 2019

Visualizada 188 vezes

Recursos de R$ 210 mil são provenientes do Banco Mundial (via SEAB) e beneficia 77 famílias rurais.


O Programa de Gestão em Solos e Água em Microbacias, parceria da EMATER e Secretaria de Agricultura foi viabilizado em 2017, visando estabelecer um processo de gestão ambiental em microbacias, diminuindo os impactos ambientais da agricultura sobre solos, água e biodiversidade. Segundo a SEAB - Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, também tem o objetivo recuperar e manter a capacidade produtiva dos recursos naturais, com base na gestão de microbacias hidrográficas. Os recursos do projeto, cerca de R$ 210 mil, são provenientes do Banco Mundial por intermédio da SEAB, sendo que nesta fase o programa está atendendo a comunidade do Córrego Patrício, beneficiando os produtores locais que lá exercem atividades de agricultura familiar. Estes produtores, ao todo 77 beneficiários diretos, recebem subsídios em forma de insumos, horas-máquina e acompanhamento técnico no correto manejo e preparação do solo. Entre os insumos foram destinadas às propriedades cerca de 250 toneladas de calcário, 220 toneladas de adubo orgânico e 33 toneladas de fertilizante (superfosfato simples). Além disso foram disponibilizadas por meio da Prefeitura Municipal cerca de 500 horas-máquina para serviços de terraceamentos em 130 hectares de solo e adequação de 2 km de carreadores. "Estes incentivos, além do fator ambiental positivo, causam impacto direto na qualidade e quantidade da produção nessas propriedades, sendo que os produtores devem adequar sua maneira de manejar o solo e preservar seu potencial produtivo, tudo isso com todo o apoio técnico da Secretaria de Agricultura e EMATER", destacou o prefeito José Carlos Baraldi. Na última semana, foram entregues cerca de 700 sacos de calcário para proprietários da comunidade Patrício, que já receberam também recentemente 18 toneladas de superfosfato simples. "É um trabalho que se caracteriza pela continuidade, haja em vista que outras localidades possuem características que demandam os mesmos cuidados com o solo. Dessa forma, podemos estudar futuramente novas fases do Programa Microbacias em outras comunidades rurais do município", observou Baraldi.

Redação e Fotos: Genivaldo Braz

Fonte: EMATER / Secretaria de Agricultura

 Outras Notícias